Design Thinking

Quando entramos no mercado de trabalho, todos nós almejamos um emprego que nos proporcione estabilidade financeira com um bom salário. Quanto mais alto for, melhor. Mas, nos últimos tempos, todas as áreas foram impactadas com as atualizações da tecnologia e inserção de novas técnicas.

Uma delas, é o Design Thinking. Esse nome é baseado em métodos e processos usados por designers – daqui vem a origem – , e é uma especialização indicada para profissionais de todas as áreas da empresa. Essa técnica é sobre desenvolver uma maturidade e um modo de pensar diferenciado, além de instigar a prática de competência que são fundamentais atualmente para se manter relevante.

É um processo de reinvenção na carreira. Os profissionais que aderem ao design thinking sofrem uma completa mudança na forma de pensar, em todas as atividades, e isso acaba se tornando um diferencial na carreira. O designer thinker é o responsável pela mudança de panorama na empresa, valorizando a empatia, a colaboração e a experimentação, auxiliando ainda na tomada de decisão com menor margem de erro e mais assertividade.

Saiba mais: Empresas ultrapassadas perdem clientes

O design thinking, o profissional e a empresa

Essa técnica é sobre encontrar soluções e colocar sua empresa e as pessoas como o centro da conversa. É um mindset que ensina a encarar os problemas e realizar testes antes de implementar qualquer decisão. É uma abordagem que muda a forma que a empresa se relaciona com as pessoas à sua volta.

O design thinking aparece como uma forma das empresas olharem de fora para dentro antes da tomada de decisões, e dessa forma, otimizar os processos internos e consequentemente, ter ideias, produtos e serviços melhores. O momento para aplicar essa técnica está cada vez mais favorável, pois as empresas precisam se diferenciar em relação aos concorrentes. Além disso, qualquer profissional pode se beneficiar com os conhecimentos e técnicas do Design Thinking, pois é uma característica bastante requisitada no meio corporativo.

O perfil de cada profissional fará toda diferença na contratação dos candidatos, e até na aplicação do design thinking. As habilidades interpessoais são importantes nesse meio, além do exercício da empatia em contextos diversos, podendo ser com o cliente,os colegas de trabalho e clientes

A criatividade também deve ser valorizada, juntamente com o pensamento lateral, possibilitando a criação de novas conexões e ideias de valor. Além disso, o design thinking pode ser um auxílio para quem deseja investir no empreendedorismo e no processo de independência financeira, pois permitirá observar diversos aspectos das necessidades dos usuários e assim, oferecer produtos e serviços adaptados aos seus desejos.. 

Em diversos sites de vagas, já é possível encontrar anúncios direcionados a profissionais que conhecem a metodologia do design thinking, com salários entre cinco mil e 15 mil. Logo, se deseja explorar uma remuneração mais alta, esse é o caminho mais indicado para seguir.

Portanto, para finalizar, o design thinking é o futuro do mercado de trabalho, pois foca em prestar atenção no que está acontecendo do lado de fora desse universo corporativo, e na melhor solução para o cliente. Além de ser uma ótima oportunidade de explorar novas carreiras  e conquistar salários maiores..

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.