fbpx

Primeiros passos para a Indústria 4.0

Algumas organizações são líderes de seus segmentos e por vezes acabam obtendo sucesso mais em virtude da sua escala e da necessidade do mercado pelo seu produto do que pelas ações de seus líderes. Estão sendo discutidos os aspectos de inovação? Estamos na era da indústria 4.0, mas de fato quais empresas estão nesse estágio?

Diversas vezes me deparei com equipes que sequer possuem conhecimento ou mapeamento dos seus principais processos. A discussão sobre automação de processos não é sequer pauta. Na prática, muitas empresas ainda estão engatinhando na implementação de processos de melhoria contínua.

Porém, nunca é tarde para começar. A automação de processos, umas das possibilidades de começar a mergulhar na Indústria 4.0, pode e deve ser percebida como melhoria contínua e inovação, sem que isso leve a uma interrupção dos projetos de melhoria, sejam eles derivados do Lean Six Sigma, Kaizen ou Gestão da Rotina, para citar apenas algumas das metodologias mais tradicionais.

A revolução industrial, desde que foi instaurada, tem a finalidade de transformar os processos vigentes e torná-los mais eficientes. Por vezes isso acarreta uma diminuição dos postos de trabalho, pois algumas atividades deixam de fazer sentido.

Mas o empresário com visão de futuro também pode aproveitar a oportunidade para criar valor para sua empresa, criando novas atividades e revisando outras, com reaproveitamento desses mesmos colaboradores. Com funcionários engajados em novas atividades e devidamente capacitados, poderão surgir novos modelos de negócio de forma mais participativa e com menor quantidade de desperdícios na cadeia produtiva.

A combinação dos métodos tradicionais de melhoria contínua com as técnicas de inovação e projetos ágeis, como design thinking e scrum, pode ser estratégica para uma implementação bem-sucedida de automação de processos.

E isso é só o primeiro passo para que a empresa comece de fato a se modernizar e não depender exclusivamente das forças do mercado. A empresa pode e deve tentar influenciar seu meio, iniciando sua jornada para aspectos de cloud computing, acessos via mobile, internet das coisas e robótica, por exemplo.

O futuro está em combinar essas habilidades e métodos, facilitando a jornada do usuário, oferecendo produtos de fácil utilização, que estejam adequados às necessidades do mercado e com custo reduzido.

inscreva-se para receber novas atualizações de artigos

Localização

Rua Bandeira Paulista, 530
Itaim Bibi, São Paulo – SP