design thinking

Se você pensou que o Design Thinking era a única técnica na gestão do seu negócio, está na hora de repensar o que você sabe nessa área. Além de não estar sozinha, também possui outros modelos que completam o que ela impõe o gerenciamento, e dessa forma, tirar o melhor do seu potencial.

Essas técnicas são o Lean Startup e o Agile. E cada uma delas possui as suas especificações, por isso é possível complementá-las. A primeira, também conhecida como Startup Enxuta, foi uma técnica desenvolvida no livro “The Lean Startup”, de Eric Ries, a partir da experiência do autor como empreendedor.

O lean startup é sobre ir ao mercado com um produto mínimo viável (PMV) e entender, a partir da presença dele nas prateleiras, sobre os desejos e vontades dos clientes, e possíveis consumidores, além de saber quais características dos produtos (envolvendo preços, distribuição e estratégias de venda) e o modelo de negócio agradam o público. Para que ao fim da pesquisa, a marca possa criar, com rapidez, um produto focado na resposta recebida pelos compradores que realmente necessitam.

Esse método ainda oferece algumas vantagens, como maior produtividade, redução dos custos da operação e maior proximidade dos clientes. Enquanto isso, o Agile é voltado para o desenvolvimento e aplicação de softwares, visando a mudança cultural na empresa que utiliza essa técnica. 

A maior vantagem desse método é também o aumento produtividade, a diminuição da documentação e melhor habilidade em entregar o resultado para os clientes. O software é entregue de forma individual, por partes, e não como um aplicativo, que é o resultado final. Essa metodologia visa estar perto do cliente, sem as barreiras de negociações e plano de projeto, é sobre escutar o que eles têm a dizer.

 

Como as metodologias, além do design thinking, funcionam juntas?

Cada uma das técnicas citadas possuem atributos diferenciados, mas todas elas concordam em um item: é importante entender o que o cliente quer e precisa. Mas para implementá-las na gestão da sua empresa, será preciso tirar o melhor de cada uma.

Do lean startup pegamos a capacidade de transformar uma ideia em algo válido para o mercado, e do método agile, será a forma rápida de entregar o produto. Enquanto do design thinking, teremos a visão empática sobre o consumidor, ou seja, entender a necessidade dele. 

A reprovação da sua empresa só acontecerá se a gestão continuar investindo em metodologias tradicionais, que não escutam as necessidades do cliente antes de lançar um produto. Nos dias atuais, essa é a chave do sucesso no mercado. A junção dessas técnicas serve para que a sua empresa não cometa os mesmos velhos erros.

Todos eles têm a experiência e a vontade dos consumidores como foco, e a oportunidade de ainda receber o feedback de forma quase imediata, no qual será um fator determinante para que os mesmos erros sejam cometidos. 

Para concluir, está claro que vale mais a pena investir em novos métodos de gestão do que continuar usando as técnicas tradicionais de negócio, sem saber o que o cliente realmente deseja, para que no fim, não ter o sucesso garantido.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.